Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Recursos de
Acessibilidade:  
Tecle Alt+1 : ir ao conteúdo Tecle Alt+2 : ir ao mapa do site Texto menor Texto maior Contraste                 
 
topo

Vereadores
Ademir Antonio Videira Braite - DEM
14º LEGISLATURA

Presidente Atual
Ademir Antonio Videira Braite
Gabriel Henrique Bergamin - PSDBGelson Vitor dos Santos - PTBJoão Luiz Piton - PMDBJosé Valter de Freitas - PMDB
Luiz Ferreira da Silva Filho - PTN
Márcio Martinello - DEMMarlete Zenatti Gianti - PPValdir Durães de Vasconcelos - DEM
Contas Públicas
da Câmara
Webmail
enquete

Qual a maior prioridade para o Municipio?
Saúde
Educação
Emprego
Moradia
HISTÓRIA DO MUNICÍPIO DE BORACÉIA

Webline Sistemas

Cidade - História

Da onde surgiu o nome?

Boracéia – na língua indígena também é dita Moracéia ou Poracéia, com o significado de “reunião de gente” e, por extensão, “festa”. Não deve ser confundida com a palavra “poracé” (que consta do Aurélio), “moracé” ou “boracé”, que é uma dança religiosa ao som do maracá, tambor ou flauta, com largo consumo de bebidas fermentadas e muito tabaco.
Nesse caso, o significado é: “clamor” ou “canto de gente”.

Boracéia surgiu por iniciativa de Eugênio Burjato, italiano, de Revigo. Como todo europeu quando imigrava para o Brasil, tinha em sua mente, vir para as terras brasileiras, pois lhe informavam que eram dadivosas e sumamente produtivas, trabalhar por determinado tempo fazer fortunas e regressar para sua Pátria. Entretanto, dos que vieram, porcentagem mínima voltou. Preferiram ficar, dado o acolhimento que aqui tiveram, construíram nova pátria, tornaram-se brasileiros por adoção, seguindo essa tradição, veio Eugênio Burjato, em 1895.

Em 1.916, depois de ganhar algum dinheiro na lavoura, adquiriu uma área de um alqueire e meio de terras de Joaquim Francisco de Oliveira, gleba essa pertencendo a Fazenda Floresta, onde hoje se encontra o patrimônio da cidade. A principio se dedicou a lavoura, posteriormente instalou maquina de arroz, olaria de tijolos, casa comercial, construiu uma Capela e outras atividades que iam aparecendo, criaram ambiente para que fosse constituído em distrito, pois inclusive já havia sido feito loteamento com abertura de ruas e praças.

Nesse trabalho e pelo fato do povoado já estar em ritmo respeitável de progresso, Eugênio Burjato, coadjuvado por Amaro José Veríssimo e outros conseguiram a criação do distrito e depois, com luta das famílias Sgavioli, Freitas Pereira e demais elevaram o município.

FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA

  • Por decreto - Lei 9.073, de 31 de março de 1.938, foi criado o Distrito de Floresta (então Fazenda Floresta), ficando pertencendo ao município e Comarca de Pederneiras.
  • Pelo Decreto Estadual nº. 9.775, de 30 de Novembro de 1.938, que fixou o quadro territorial vigente no qüinqüênio de 1.939-1.943, o distrito de Floresta passou a pertencer ao município de Itapuí, Comarca de Jaú, com a mudança de denominação para Boracéia.
  • Na divisão territorial a vigorar no período de 1.959 a 1.963, que foi feito pela Lei 5.285, de 18/02/1959, foi elevado a categoria de Município, desmembrando assim, parte do território de Itapuí, continuando pertencendo a Comarca de Jaú.
  • Em 16/06/1.982, Boracéia foi transferido para o território da Comarca de Pederneiras.

DATA DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA

A emancipação política de Boracéia deu-se no dia 18 de fevereiro do ano de 1959.

 

DESCRIÇÃO HERÁLDITA DO BRASÃO DO MUNICÍPIO DE BORACÉIA

 

Brasão escudo encimado pela coroa mural privativa das municipalidades. O coração na mesma, representa o Sagrado Coração  de Jesus, simbolizando a fé cristã do nosso povo.

As duas estrelas, em ouro, em campo de sinople, representam os desmembramentos (Boracéia/Itapuí), na formação administrativa do município.

O Toro representa com a serra, o aspecto histórico da formação  de Boracéia, em campos de goles.

No centro, em blau, o rio histórico paulista: O rio Tiête, o qual com o representamento das águas dividiu o antigo leito em metade pelo volume representado e às margens do município, esta localizada a primeira eclusa da América Latina, a espetacular  “ECLUSA ÀLVARO DE SOUZA LIMA”, gratificantemente representada em corte na parte inferior.

Como suportes, ramos de café e milho, as principais riquezas agrícolas hodiernas do município.

No Listel, a expressão latina: VIS AD PROGRESSUM em tradução literal: FORÇA PARA O PROGRESSO, traduzindo o sistema de retransmissão de energia elétrica da Usina Hidrelétrica Ministro Álvaro de Souza Lima.

As datas 1959 e 1968 significam respectivamente as criações do Município e do Brasão da cidade.

O Brasão do município de Boracéia foi criado pela Lei Municipal nº 279, de 30 de dezembro de 1968

 

 







melhor utilizado Firefox - Chrome - Ie9 ou superior
Notícia Legislação Propositura
Projeto de Lei
Projeto de Lei Complementar
Projeto de Decreto
Projeto de Resolução
Projeto de Emenda a LOM
Veto
Indicações
Requerimentos
Lei Ordinária
Lei Complementar
Resolução
Decreto Legislativo
Emenda a LOM
Lei da Câmara
Decreto Municipal
Próxima Sessão

18 de setembro. Sala das Sessões - 19h

02 de outubro. Sala das Sessões - 19h

16 de outubro. Sala das Sessões - 19h

contratos e licitações
Pareceres do
Tribunal de Contas
Agenda de Eventos
palavra do presidente
Galeria Multimídia
Galerias
logo webline
PRAÇA EUGÊNIO BURJATO, 93 - Centro
- CEP 17270-000 - Boracéia - SP
Telefone: (14) 3295 - 1227
Total de Visitas: 83477   |  Online: 1


SIC - Serviço de Informação ao Cidadão
Nome: Eliana Aparecida Martins Coelho Goes
E-mail: camara@boraceia.sp.gov.br
Telefone para esclarecimentos: (14) 3295-1227
2017 © Todos os direitos reservados